Maringa / Campo Mourão – PR; Protetora dos animais morta a lajotas, após defender cãozinho que era maltratado.

Crime retratado pelo delegado que abriu inquérito como sendo ( crime covarde)

Viviane Andréia dos Santos morreu na manhã de quarta-feira (14/10) após ficar 24 dias internada na UTI unidade de terapia intensiva na Santa Casa de Campo Mourão, após ser agredida com lajotas na cabeça ao tentar defender cãozinho que era agredido.

O homem identificado pela polícia como sendo o agresor é vizinho da vítima, Viviane após ouvir os gritos do Cachorro no dia do fato na Rua Travessa Antúrio no Jardim Paulista em Campo Mourão, acionou a associação de defesa dos Animais e a polícia militar ,porém quando as autoridades chegaram, ele fugiu da residência.

Após a pm sair do local o suspeito voltou e agrediu Viviane violentamente na cabeça com lajotas a mulher foi socorrida mas em estado gravíssimo mas após 3 semanas internada não resistiu e morreu na manhã de quarta-feira.

O homem que agrediu a vítima compareceu na delegacia prestou depoimento e saiu pela porta da frente.

A família não acredita em tamanha falta de justiça de bom senso do poder judiciário, uma pessoa que somava e ajudava a sociedade sem pedir nada em troca foi morta e nada foi feito o assassino continua solto e quem perdeu foi a população é família da vítima.

Deixe uma resposta