Homem de 29 anos, nega ter matado a adolescente e coloca a culpa na droga.

Carlos Alberto Dias, de 29 anos, foi preso na madrugada de sexta-feira (10) na praça de pedágio, na BR 376, próximo á Cidade de Mandaguari – PR.

O homem negou ter matado a adolescente de 16 anos, Jennifer Tavares, na madrugada de domingo (05). O corpo da menina foi encontrado por catadores de reciclagem, no Jardim Rebouças, em um terreno baldio, Zona Norte de Maringá.

Na ocasião a vitima estava seminu e com hematomas pelo corpo. Câmeras do comércio comprovaram que Carlos foi a última pessoas vista na companhia da adolescente em um motel na Zona Norte da cidade.

O rapaz afirmou em entrevista coletiva que realmente jogou o corpo da vitima, mas afirmou não ter cometido o crime contra a vida de Jennifer.

Ele ainda relata que usaram drogas e que a menina passou mal e morreu de overdose. Também relatou pediu ajuda para o pessoal do motel, caso confirmado também pelo delegado da DHPP. A polícia tenta juntar mais provas contra Carlos Alberto, ele está com a prisao provisória por trinta dias, mas a polícia acredita que o inquérito será concluído em menos tempo.

O Delegado Diego de Almeida, ainda fala em entrevista que as investigações correm em secreto de justiça, mas que em breve teremos mais novidades sobre esse caso. O irmão de Carlos também está sendo investigado, mas segundo a Polícia ele colaborou com as investigações. O suspeito estava acompanhado de sua mãe no momento em que foi preso. O celular da vítima estava com Carlos.

Deixe uma resposta