Morte e varias pessoas feridas em festa realizada no CTG de Maringá – PR.

pixlr_20180923152825352

 

IMG-20180923-WA0002IMG_20180923_152346~2IMG_20180923_001232IMG_20180923_012046IMG_20180923_011722IMG-20180923-WA0001IMG_20180923_001115A festa que era pra unir os jovens em momentos de alegria  transformou se em um momento de terror na noite de sábado (22).

A União das Republicas como é conhecida em Maringá, ” festa”  é realizada todos os anos onde reuni, estudantes de Maringá e cidades vizinhas, como vemos nas fotos.

Já estava acabando o evento quando um jovem ligou o som do carro no portão de entrada do Centro de Tradições Gaúchas em Maringá (CTG) era por volta das 22 horas, os seguranças do evento foram até ele para pedir que abaixasse o som, mas ele se irritou agredindo verbalmente os seguranças e saiu em alta velocidade atropelando pessoas que saiam do evento, ao todo 15 pessoas ficaram feridas, 2 delas foram encaminhadas para os hospitais de Maringá,

A segurança do evento era realizada por integrantes da PM que estavam de folga, os PMs vendo a ação do condutor atiraram contra o jovem que conduzia o carro VW gol que parou a poucos metros dos feridos.

4 tiros atingiram o jovem de 20 anos identificado com Ruan Ricardo Alegre Dias Yamashita conhecido como “carreirinha” que morreu no interior do veiculo.

Varias equipes do SIATE com apoio do medico do SAMU realizaram os socorros nas vitimas,  todas com ferimentos leves.

Ruam tinha varias passagens pela Policia inclusive por homicido, junto com ele foi apreendida uma pistola Glock 9mm municiada.

A Policia Civil abriu inquérito para investigar esse crime ocorrido em um local que seria para festas e acabou em crime contra a vida.

 No local, dezenas de jovens de menores idade, visivelmente sobre efeito de bebidas alcoólicas, cruzavam a BR 317, colocando em risco os usuários da via e também suas próprias vidas, ninguém da organização do evento se pronunciou com a imprensa no local, fato grave que merece uma resposta por parte dos organizadores e que possam ser revisto pela fiscalização da prefeitura e do conselho tutelar juntamente com o Ministério Publico da cidade de Maringá.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta